9 informações essenciais sobre Segurança do Trabalho


A segurança do trabalho é um conjunto de atividades focadas na proteção à integridade e à capacidade de trabalho dos colaboradores das empresas. Seu principal objetivo é melhorar as condições do ambiente laboral e minimizar as ocorrências de acidentes e doenças ocupacionais.

1. Quais são os fundamentos da segurança do trabalho?

Existem diversas normas e leis em que se fundamenta a segurança do trabalho. A maioria destas são determinadas pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

Dentre elas temos Normas Regulamentadoras (mais conhecidas como NRs), decretos, portarias, leis complementares e convenções internacionais da OIT (Organização Internacional do Trabalho), das quais o Brasil é signatário.

2. Quando uma empresa é obrigada a ter um profissional de segurança do trabalho?

A obrigatoriedade de ter um profissional de segurança do trabalho é definida em função do cruzamento de três informações: a atividade econômica da empresa, o grau de risco associado à atividade econômica e o número de empregados que a empresa tem.

Basta consultar a norma regulamentadora do Ministério do Trabalho e Emprego, NR-4 – Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho, para saber quantos e quais serão os profissionais exigidos para a sua organização ou mesmo se a sua empresa está desobrigada de tê-los em seu quadro de colaboradores.

3. Quais são os profissionais de segurança do trabalho?

O Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT) pode ser composto pelos seguintes profissionais: Engenheiro de Segurança do Trabalho, Técnico de Segurança do Trabalho, Médico do Trabalho e Enfermeiro/Auxiliar de Enfermagem do Trabalho.

4. Qual o papel de cada profissional do SESMT?

O Engenheiro e o Técnico de Segurança do Trabalho são responsáveis por estabelecer programas e medidas de prevenção de riscos ambientais e acidentes, ministrar treinamentos de uso de equipamentos de proteção individual e combate a incêndio, realizar inspeções de segurança, investigar acidentes, emitir laudos técnicos e fazer palestras de conscientização.

O Médico do Trabalho e o Enfermeiro/Auxiliar de Enfermagem do Trabalho têm suas atividades voltadas para a prevenção de doenças ocupacionais, sendo responsáveis por consultas e exames médicos, atendimento ambulatorial, primeiros socorros, ministração de vacinas e palestras e treinamentos de saúde e higiene ocupacional.

5. Como prevenir doenças ocupacionais?

Quando algum fator relacionado ao trabalho desencadeia um problema de saúde no trabalhador, está caracterizada uma doença ocupacional. Ela pode ser evitada com algumas medidas, como:

  1. disponibilizar móveis e equipamentos ergonomicamente adequados ao trabalhador;

  2. ensinar boas práticas de higiene e saúde ao trabalhador por meio de palestras e treinamentos;

  3. fazer campanhas de conscientização;

  4. realizar exames médicos de saúde periódicos dos trabalhadores;

  5. cumprir as normas regulamentadoras e legislações específicas;

  6. reduzir a exposição do trabalhador às situações que gerem riscos à sua saúde.

6. Como prevenir acidentes do trabalho?

Se um trabalhador se acidenta em decorrência do exercício do trabalho a serviço de uma empresa, está caracterizado um acidente do trabalho. Ele pode ter consequências como lesão corporal, perda ou redução temporária ou permanente da capacidade para o trabalho ou até resultar na morte do colaborador.

Para prevenir acidentes do trabalho a empresa precisa determinar medidas de controle dos riscos ambientais, que devem obedecer a uma hierarquia de prioridade:

  1. eliminação – verificar se existe algum meio de eliminar o risco por meio de ações, como a alteração no layout do local de trabalho ou no próprio processo de trabalho – mudança de metodologia ou tecnologia;

  2. substituição – substituir materiais, produtos, máquinas e equipamentos perigosos por outros mais seguros;

  3. controles de engenharia – instalar barreiras, sistemas de ventilação, dispositivos de segurança e equipamentos de proteção coletiva (EPCs), segregar (isolar) fontes de perigo, entre outras medidas possíveis para minimizar o risco e/ou a exposição do trabalhador;

  4. sinalização, alertas e controles administrativos – instalar placas, sinais sonoros e luminosos, delimitar áreas com cores específicas, elaborar cartilhas e checklists de inspeção de segurança, fazer etiquetagem e ministrar treinamentos de segurança e operacionais são exemplos deste tipo de controle;

  5. equipamentos de proteção individual (EPIs) – fornecer os equipamentos de proteção individual que minimizem os impactos de um acidente de trabalho, ensinar o modo correto de utilizá-los e inspecionar o uso dos colaboradores. Esta medida somente deve ser tomada após esgotadas as possibilidades das medidas de controle anteriores.

7. O que é EPC?

Os equipamentos de proteção coletiva (EPCs) são voltados para a proteção de todos os trabalhadores que estiverem em sua proximidade. Existem diversos tipos de EPCs e dentre eles podemos citar:

  1. guarda-corpo;

  2. corrimão;

  3. piso antiderrapante;

  4. fitas sinalizadoras (fita zebrada);

  5. cavaletes, cones e placas de sinalização;

  6. tela de proteção perimetral (evita projeção de materiais);

  7. plataforma de proteção (evita queda de entulhos).

  8. exaustores.

8. O que é EPI?

Os equipamentos de proteção individual (EPIs) são destinados a proteger cada trabalhador particularmente. Dentre os diversos tipos existentes podemos exemplificar:

  1. óculos de segurança;

  2. botinas;

  3. luvas;

  4. capacetes;

  5. abafadores de ruídos e protetores auriculares;

  6. viseiras e máscaras faciais;

  7. uniformes antichamas;

  8. coletes refletivos.

9. O que minha empresa ganha com a segurança do trabalho?

A segurança do trabalho é primordial para a qualidade de vida dos trabalhadores – seu bem-estar físico, emocional e espiritual. Ela assegura condições para que os colaboradores desenvolvam suas tarefas diárias com tranquilidade e com conhecimento dos riscos ambientais a que estão sujeitos e das medidas de segurança que devem tomar para a proteção própria e coletiva.

Vale lembrar que empregados satisfeitos produzem mais e melhor e faltam menos ao trabalho, pois não se envolvem em acidentes e preservam sua saúde.

Os investimentos em segurança do trabalho também são importantíssimos para a preservação da saúde financeira das empresas, pois asseguram o cumprimento dos requisitos legais, evitando a ocorrência de multas e indenizações trabalhistas por acidentes e doenças ocupacionais.

Fonte: Mastt

Sobre a Realiza Soluções em Medicina e Segurança do Trabalho

Localizada estrategicamente no centro de Porto Alegre, atuamos nos mais variados segmentos de mercado, oferecendo soluções customizadas para um eficiente atendimento das inúmeras necessidades das empresas nas áreas de saúde e segurança do trabalho, qualidade e meio ambiente.

Para contemplar as exigências da Portaria, oferecemos os seguintes serviços especializados:

- Treinamentos de Segurança do Trabalho

- Medições quantitativas

- PPRA

- LTCAT

- PPP

- PCMSO

- Exames

Para mais informações, entre em contato conosco pelo telefone (51) 3224.0032 ou pelo e-mail comercial@realizaconsultoria.com.br.

Recent Posts
Archive

Grupo Realiza - Saúde e Segurança do Trabalho, Consultoria e Treinamentos

Rua Alberto Bins, 658/402

Centro - Porto Alegre/RS

comercial@realizaconsultoria.com.br

Tel: (51) 3224-0032

       (51) 99266-3248

whats branco.png
  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • LinkedIn Social Icon

© 2020 | Grupo Realiza