Guia da brigada de incêndio: como treinar e quando renovar?


Um bom sistema de prevenção de incêndio depende de uma equipe altamente capacitada para colocá-lo em prática. Para isso, as pessoas envolvidas precisam ter conhecimento de prevenção e combate a esse tipo de ocorrência.

É aí que surge o conceito da brigada de incêndio e os treinamentos que são necessários para preparar os colaboradores para situações de imprevistos e emergência.

Quando a formação de uma brigada de incêndio é obrigatória?

Para todas as edificações, exceto quando se trata de residências que possuem famílias únicas — e as que possuem pavimento superior, desde que cada um deles possuam acessos independentes.

Além disso, toda empresa que possuir 20, ou mais, funcionários é obrigada a criar uma brigada de incêndio. Ela é formada pelos próprios colaboradores e o objetivo é fazer com que seja capaz de prevenir e combater o fogo, além de organizar a evacuação do local.

Norma de Procedimento Técnico (NPT)

A NPT é um documento que define vários aspectos relacionados à prevenção e combate a incêndios, com especificações que vão desde a criação de um plano de segurança, até controle de fumaça, por exemplo. O objetivo é criar uma regulamentação específica acerca do tema.

Vale ressaltar que cada estado possui uma NPT diferente. Apesar de haver semelhanças entre um e outro, podem existir algumas particularidades, que devem ser observadas e cumpridas.

A Norma Regulamentadora NR 23

É uma norma que orienta a respeito de como proceder com relação à proteção contra incêndios e determina que todas as empresas devem criar e investir em:

  • proteção contra incêndio;

  • saídas de fácil acesso e suficientes para a rápida retirada do pessoal caso haja ocorrência de incêndio;

  • equipamentos necessários para combater o fogo, enquanto ele ainda se encontra em fase inicial;

  • pessoas treinadas para usar esses equipamentos corretamente.

Documentação

Existe uma série de documentos que são criados em decorrência das atividades da brigada de incêndio. Eles devem ser arquivados para que possam ser acessados a qualquer momento. Dentre eles estão:

  • cálculo de brigada;

  • ficha de inscrição;

  • exames médicos dos integrantes da equipe;

  • cópia dos certificados dos treinamentos;

  • organograma da equipe da brigada

  • plano de ação;

  • plano de emergência;

  • atestado de brigada, criado depois do treinamento.

Por que ela é importante para as empresas?

A importância da brigada de incêndio para as empresas depende basicamente de dois aspectos.

A exigência normativa

Existem legislações estaduais que possuem sua própria norma, o que faz com que seja necessário desenvolver planos de prevenção e combate ao incêndio de acordo com o que é estabelecido. Ela é elaborada pelo Corpo de Bombeiros dos estados.

A segurança do local

Dependendo das instalações, o risco de que o incêndio se propague rapidamente é muito alto. Nesses casos, ele deixa de ser considerado “fogo” e passa a ser um incêndio, que nada mais é do que o fogo que se encontra fora de controle.

Qual é a diferença entre brigada de incêndio e de emergência?

Uma brigada de incêndio, como o próprio nome diz, é um grupo de pessoas destinadas a cuidar dos casos de incêndio.

Ela pode atuar de duas formas:

  • prevenção: adotando ações que têm como objetivo evitar situações de risco, que aumentam as chances da ocorrência de um incêndio;

  • combate: ações voltadas a controlar o incêndio e evitar que haja danos. Uma delas é a realização de evacuação do pessoal.

Os brigadistas precisam participar de um curso específico para que possam exercer essa função.

Já a brigada de emergência possui o objetivo de atuar em casos diversos em que haja perigo e emergência. Seus trabalhos consistem tant