Post Destaque

Análise Ergonômica do Trabalho: conheça 10 benefícios

Investir no capital humano é, sem dúvida, um dos segredos de empresas de grande sucesso no mercado. O bem-estar e a saúde no trabalho são fatores que estão diretamente ligados ao aumento da produtividade, à satisfação dos envolvidos e às melhorias de desempenho. Dado o contexto, é importante destacar que muitos dos aspectos citados são avaliados por meio da Análise Ergonômica do Trabalho (AET). Essa ferramenta ajuda a garantir a segurança, saúde e bem-estar dos envolvidos na realização das atividades operacionais. Isso ocorre tanto na indústria quanto em organizações de outros segmentos que lidam com riscos ocupacionais diariamente. O que é Análise Ergonômica do Trabalho? Regida pela Norma R

Exame pós jornada: cuidados na coleta

Conforme descrito no PCMSO e na NR 7, alguns exames precisam de cuidados na coleta. A urina para o exame pós jornada deve ser coletada a partir do 3° dia de trabalho da semana sempre no final da jornada, deve ser armazenada sob refrigeração e trazida no dia seguinte, quando o empregado vier fazer todos os demais exames. Exemplo: Se o empregado trabalha no turno diurno de segunda a sexta-feira a coleta pode ser realizada no final do dia na quarta-feira e seus exames devem ser agendados para a quinta-feira. Veja abaixo para quais exames se aplica esta regra: Saiba o que consta no PCMSO: Condições de amostragem dos exames complementares Ao realizar o agendamento dos exames complementares, a emp

Tire suas dúvidas sobre LTCAT e Laudo de Insalubridade

LTCAT - LAUDO TÉCNICO DAS CONDIÇÕES AMBIENTAIS DO TRABALHO Objetivo Atender às exigências previstas nas Ordens de Serviço e Instruções Normativas editadas pelo Instituto Nacional do Seguro Social – INSS, órgão do Ministério da Previdência e Assistência Social – MPAS. [endif] Verificar se há ou não situações de enquadramento dos empregados, quanto a serem executantes ou não de atividades em condições especiais do trabalho para aposentadoria especial. Respaldar as informações a serem inseridas no PPP – Perfil Profissiográfico Previdenciário, devendo este LTCAT ser mantido atualizado e a disposição do MPAS quando solicitado. Metodologia A avaliação dos agentes nocivos descritos no Anexo IV do

Fatores de risco do Evento S-2240 do eSocial

São fatores de risco descritos na Tabela 23 - fatores de risco ambientais e o exercício de atividades enquadradas na legislação como insalubres, perigosas ou especiais descritas na Tabela 28 – Atividades Insalubres, Perigosas e/ou Especiais do eSocial. A Tabela 23 inclui os riscos físicos, químicos, biológicos, ergonômicos e mecânicos/acidentes, que devem estar baseados nos programas e laudos vigentes e elaborados conforme as Normas Regulamentadores e Legislação Previdenciária. O Grupo Realiza possui soluções completas para Segurança do Trabalho, focadas no negócio da sua empresa. PPRA - Programa de Prevenção de Riscos Ambientais Laudo de Insalubridade Laudo de Periculosidade LTCAT- Laudo Té

Posts Recentes
Arquivo
Procure Por Tags

Grupo Realiza - Saúde e Segurança do Trabalho, Consultoria e Treinamentos

Rua Alberto Bins, 658/402

Centro - Porto Alegre/RS

comercial@realizaconsultoria.com.br

Tel: (51) 3224-0032

       (51) 99266-3248

whats branco.png
  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • LinkedIn Social Icon

© 2020 | Grupo Realiza