Post Destaque

É regular a redução do adicional de insalubridade por alteração no local de trabalho

A 4ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (TRT-RS) decidiu que a diminuição no grau do adicional de insalubridade recebido por uma empregada de um hospital de Porto Alegre não foi irregular ou discriminatória. Os desembargadores avaliaram que a alteração está de acordo com as mudanças verificadas nas condições de trabalho da empregada. A decisão manteve o entendimento da sentença da juíza Ana Paula Kotlinsky Severino, da 29ª Vara do Trabalho de Porto Alegre. A ex-funcionária ajuizou a demanda trabalhista alegando que a diminuição foi discriminatória, pois atingiu apenas 12 trabalhadores de um total de 60 que, segundo ela, atuavam no mesmo setor e exerciam a mesma função. Contu

Postos de combustíveis começam a fornecer proteção respiratória aos frentistas

Um avanço muito grande se deu no controle da presença de benzeno nos ambientes de trabalho após o Acordo Tripartite realizado entre sindicatos das empresas, sindicatos dos trabalhadores e o MTE em 1995. No entanto, o acordo não se aplica às atividades de armazenamento, transporte, distribuição, venda e uso de combustíveis derivados de petróleo, que devem ter regulamentação própria. Desta forma, os postos de combustíveis, embora comercializem gasolina com porcentual de benzeno próximo a 1%, ficam desobrigados de cumprir as exigências do referido acordo, tais como implantação do PPEOB – Programa de Prevenção a Exposição Ocupacional ao Benzeno, embora a atividade de abastecimento dos veículos e

Febre amarela: estados do Sul e Sudeste têm vacinação abaixo da meta

Dados divulgados no dia 14 de fevereiro pelo Ministério da Saúde revelam que cerca de 36,9 milhões de pessoas no Sudeste e 13,1 milhões no Sul do país ainda não se vacinaram contra a febre amarela. "Apesar de os estados do Sul e Sudeste já fazerem parte da área de recomendação para a vacina, todos os estados ainda registram coberturas abaixo da meta 95%", informou a pasta. Em nota, o ministério destacou que quem não mora no Sul, mas vai viajar para esta região, ou para o Sudeste, também deve ser imunizado contra a febre amarela. Nesse caso, a orientação é tomar a dose pelo menos 10 dias antes da viagem. O reforço na recomendação se dá porque, atualmente, há registro da circulação do vírus ne

Posts Recentes
Arquivo
Procure Por Tags

Grupo Realiza - Saúde e Segurança do Trabalho, Consultoria e Treinamentos

Rua Alberto Bins, 658/402

Centro - Porto Alegre/RS

comercial@realizaconsultoria.com.br

Tel: (51) 3224-0032

       (51) 99266-3248

whats branco.png
  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • LinkedIn Social Icon

© 2020 | Grupo Realiza