April 6, 2020

Please reload

Recent Posts

Máscaras de proteção respiratória de uso não profissional – o que são, cuidados antes do uso, como colocar e retirar, tempo de uso, como higienizar e...

April 28, 2020

1/4
Please reload

Featured Posts

Avaliação da Exposição Ocupacional ao Calor

06/12/2019

A exposição ao calor ocorre em muitos tipos de atividades. Prevalecem aquelas que implicam alta carga radiante sobre o trabalhador, e essa é a parcela frequentemente dominante na sobrecarga térmica que vem a se instalar. Todavia, muitas atividades com carga radiante moderada, porém acompanhadas de altas taxas metabólicas (trabalhos extenuantes ao ar livre), também podem oferecer sobrecargas inadequadas.


À medida que ocorre a sobrecarga térmica, o organismo dispara certos mecanismos para manter a temperatura interna constante, sendo os principais a vasodilatação periférica e a sudorese.  


O calor pode produzir diversos efeitos:

  • Golpe de Calor (Hipertermia ou Choque Térmico);

  • Cãibras de Calor;

  • Enfermidades das Glândulas Sudoríparas;

  • Edema pelo Calor.

  • Exaustão pelo Calor;

  • Prostração Térmica por Desidratação;

  • Prostração Térmica pelo Decréscimo do Teor Salino;

 

Avaliação da Exposição Ocupacional ao Calor

 

A Avaliação da Exposição Ocupacional ao Calor deve ser avaliada através do "Índice de Bulbo Úmido Termômetro de Globo" – IBUTG com base nos procedimentos da Norma de Higiene Ocupacional Nº 08 da Fundacentro, sendo que os limites de tolerância estão estabelecidos na NR 15 – Atividades e Operações Insalubres – Anexo 3. Esta Norma se aplica à exposição ocupacional ao calor em ambientes internos ou externos, com ou sem carga solar direta, em quaisquer situações de trabalho.
As medições quantitativas de calor são necessárias na elaboração do PP